sexta-feira, 16 de maio de 2014

Já foram seis os planetas descobertos pela Nasa em zona habitável.

     Dias atrás a Nasa encantou as pessoas com a descoberta do planeta Kepler 186f, mas você sabia que já foram descoberto seis planetas?

O famoso: Kepler 186f


     A 500 anos-luz da nossa galáxia (cada ano-luz equivale a 9,46 trilhões de quilômetros) e orbitando a zona habitável de uma estrela anã, esse é o único planeta a ter o mesmo tamanho da Terra. Com isso, os cientistas estimam que ele seja composto de rochas, ferro, água e gelo e tenha uma atmosfera parecida com a do mundo onde vivemos. Além disso, ele tem um movimento de rotação semelhante ao nosso, o que garante uma temperatura bem distribuída em todas as suas faces. Essa soma de características indica que ele pode ter água na forma líquida, um dos fatores fundamentais para a existência de vida sobre sua crosta.

Kepler 62e


     Descoberto em abril de 2013, está na zona habitável da estrela Kepler 62, um pouco menor e mais fria que o Sol. Estar na zona habitável significa a presença provável de água. Ele fica a 1.200 anos-luz da Terra e tem tamanho 60% superior ao do nosso planeta. Sua órbita é de 122 dias e os cientistas estimam que ele pode ser rochoso, como Marte, ou formado de oceanos.

Gliese-581g


     Esse foi o primeiro planeta fora do Sistema Solar encontrado em uma zona habitável, em setembro de 2010. Está a 20 anos-luz de distância, orbitando uma estrela anã na constelação de Libra. Sua massa é três vezes maior que a da Terra e ele tem um período de translação (tempo que o planeta leva para dar uma volta completa ao redor de sua estrela) de 37 dias. Ele possui apenas uma das faces voltadas para a estrela, o que significa que um de seus lados recebe luz constantemente, enquanto o outro permanece na escuridão. O lugar mais confortável para morar, com temperaturas entre -31 graus Celsius e -12 graus Celsius, seria na linha intermediária entre a sombra e a luz. E a gravidade é semelhante à da Terra, o que significa que poderíamos andar por lá sem dificuldades. 

Gliese-667Cc


     Descoberto em 2012 e confirmado em 2013, o planeta é uma super-Terra: tem 4,5 vezes a massa do nosso planeta. Fica a 22 anos-luz de distância, na constelação de Escorpião e orbita uma estrela anã, que tem um terço da massa solar e faz parte de um sistema estelar triplo (onde três estrelas orbitam uma em torno da outra). Está na zona habitável, o que indica a presença provável de água na forma líquida, e temperaturas nem muito quentes nem muito frias.

Kepler-22b



     Localizado a 600 anos-luz da Terra, tem 2,4 vezes o raio do nosso planeta e está bem no meio da zona habitável de uma estrela muito parecida com o Sol. Foi encontrado em 2011 e demora 290 dias para dar a volta ao redor de sua estrela, o que faz com que, possivelmente, tenha as mesmas condições do nosso mundo.

Tau Ceti e



Trata-se do planeta na zona habitável da estrela Tau Ceti, que fica na constelação da Baleia, a 12 anos-luz do nosso Sol, e é muito semelhante a ele. Tem cerca de cinco vezes a massa da Terra e os cientistas ainda não sabem se sua composição é rochosa ou gasosa, como os planetas gigantes.


Um comentário:

  1. Pessoal, essa não é exatamente uma postagem ufológica, apenas para mostrar os avanços de nossa Ciência descobrindo planetas que podem sustentar vida.

    ResponderExcluir